MOSTEIROS PATRIARCAIS

Mosteiro de Nossa Senhora de Balamand

      Balamand deriva do francês Belmont (bela montanha), e é o nome atribuído pelos monges cistércios ao seu mosteiro, por eles construído em 1157, sobre as ruínas bizantinas que restaram após a queda da Segunda Cruzada.

      Está situado a 8 Km ao norte de Beirute, sobre um platô que faz face ao Mediterrâneo. Os cistércios abandonaram o Mosteiro de Balamand antes da captura de Tripoli pelo sultão mameluco Qalwan. Trezentos anos depois da partida dos Cruzados, monges gregos ortodoxos tomaram posse dele. O mosteiro a princípio contava com apenas dez monges, número logo aumentado para vinte e cinco. Paralelamente à sua vida de orações, os monges cultivavam o solo, escreviam e copiavam manuscritos e recebiam hóspedes que buscavam abrigo em tempos difíceis.

        Em tempos modernos, uma faculdade de Teologia funcionou no mosteiro para educar e formar os clérigos, até que, em 1971, criou-se o Instituto de Teologia São João Damasceno, que posteriormente tornou-se parte da Universidade de Balamand, em Tripoli. O Mosteiro de Balamand possui uma biblioteca especial de manuscritos, além de uma grande coleção de ícones ortodoxos. Em 1994, o iconostácio, que data do Século XVII, da Igreja de Nossa Senhora de Balamand, foi cuidadosamente restaurado.

 

 

Abade: Sua Reverendíssima Excelentíssima, Bispo de Karra Ghattas Hazeem

Endereço: دير سيّدة البلمند البطريركي، ص.ب. 100  طرابلس – لبنان - Líbano

Cel : +961 70 305049

Tel : +961 6 930311

Email : Bishop.Ghattas@balamand.edu.lb

 

 

 

website: www.balamandmonastery.org.lb

03.jpg
03.jpg