A CATEDRAL ORTODOXA METROPOLITANA

SÃO PAULO - SP

      Até o final da década de 1930 os fiéis ortodoxos de São Paulo tinham somente a pequena igreja da antiga Rua Itobi, hoje Rua Cavalheiro Basílio Jafet, na região da Rua 25 de Março, para praticar seus ritos e cumprir os preceitos religiosos.

 

        Em 1939 foi comprado um terreno na Rua Vergueiro, no bairro do

Paraíso, onde foi construído o mais esplendoroso e maior templo bizantino da América do Sul, dedicada ao Santo Apóstolo Paulo, padroeiro da cidade. Seu projeto foi concebido pelo arquiteto Paulo Taufik Camasmie, em puro estilo bizantino, nos moldes da grande Basílica de Santa Sofia de Constantinopla (atual Istambul na Turquia).

 

       Seu interior é revestido de mármore, mesmo material no qual foi trabalhado o belo iconostácio vindo da Itália, doado por Assad e Gorgie Assad Abdalla. A Catedral não só tem a função de manter a pura continuidade dos ritos e da tradição da Igreja Ortodoxa em terras brasileiras, como também de ser um centro de informação e difusão da espiritualidade e vivência do Cristianismo Ortodoxo para todas as pessoas e grupos que nos procuram para ter um conhecimento mais profundo sobre os vários temas relacionados à Ortodoxia: sua arquitetura, cântico litúrgico, seu papel e participação ecumênicos no desenvolvimento de relações com as várias denominações cristãs e religiões não cristãs presentes em nosso país.

 

        Na secretaria da Catedral o atendimento à comunidade, de segunda-feira a sábado, é diversificado, através do qual os fiéis e amigos podem ter esclarecimento